Skip navigation

Decidi registrar no Lobos de Ferro uma idéia que surgiu há uns bons 6, 7 meses, da quinta aventura da minha pseudo-campanha 2025 de 20 modern/future. Os PJ’s trabalharam para a Eagle’s Talon PMC, uma empresa militar privada que atua globalmente realizando serviços sujos para qualquer um que se disponibilize a pagar, e o contratante fica no mais puro anonimanto. Aqui vai um breve resumo das quatros sessões anteriores e a idéia geral da quinta.

Primeira Sessão: Experiências Proibidas
Local: Etiópia
Sinopse: O grupo invadiu uma suposta fortaleza militar que fora tomada pela ELP Sudanesa – Exército de Libertação Popular – na região oeste da Etiópia, em uma montanha cercada por uma floresta tropical. Recebendo informações de um agente infiltrado anônimo, eles perceberam que havia algo errado ao ver mercenários alemães bem treinados e bem equipados misturados a soldados africanos, quando helicópteros apache estavam lado-a-lado com jipes sucateados.

O complexo localizava-se nas cercanias de Mendi

Após uma infiltração silenciosa, momento em que as informações privilegiadas foram vitais, eles chegaram até o primeiro objetivo e instalaram um vírus na central de dados para enviar informações codificadas à base central. O conteúdo criptografado seria decodificado posteriormente para análise.

Durante o segundo objetivo, após descer por um grande elevador de cargas para abaixo do solo, o grupo descobriu que a fortaleza era na verdade um complexo de pesquisas genéticas, onde seres humanos foram modificados desde seu estágio embrionário e transformandos macabros monstros hediondos. Enquanto iniciavam a tarefa, que era procurar a “evidência biológica”, o elevador do gigantesco fosso caiu, deixando o grupo aparentemente sem via para escapar. Prosseguiram mesmo assim e coletaram um feto meio humano, meio monstro em uma sala repleta de grandes tubos com mais criaturas dentro, criaturas estas que acordaram e começaram a atacar os PJ’s. O grupo fugiu por pouco, utilizando uma área que não aparecia no mapa fornecido pelo informante porque ainda estava sendo construída.

Nesta altura do jogo, a responsável por auxiliar o grupo, através da base central, informou que uma porta que dava para o lado exterior da fortaleza seria o caminho mais curto para se chegar a prisão e assim cumprir o terceiro objetivo. Na verdade era uma emboscada de um super-soldado que utilizava uma exo-armadura mais avançada que a dos PJ’s. O duro combate resultou em um empate quando um AH-64 chegou para explodir tudo e todos. Após o grupo escapar do ataque,  a auxiliar foi presa e identificada como uma espiã chinesa.

Agora, o terceiro objetivo era resgatar o chefe da DARPA-SBO (Strategic Bioengeenering Office), Richard Thompson, que estava sendo mantido refém pelas forças inimigas na área da prisão. Depois de um exaustivo combate, onde os personagens quase sucumbiram, eles encontraram a cela na qual uma pessoa clamava por ajuda através do som abafado de uma fita-adesiva prateada na boca. Infelizmente um dos personagens do grupo não foi cauteloso o suficiente e acionou a armadilha que explodiu a cela na qual estava o refém. Após tratarem os ferimentos, os soldados então fizeram uma pequena vasculha e encontraram o real chefe imobilizado em uma outra parte. Quem era o pobre infeliz que foi explodido? Não se sabe…

O quarto objetivo era agora encontrar com o agente infiltrado e dar uma maneira de escapar do complexo antes do bombardeio do local pela Força Aérea Egípcia e pelo força naval americana. Correram e então encontraram o agente, ou melhor, a agente. Uma bela mulher, de uns 30 anos, com roupas de cientista e uma arma fumegante. Embarcaram em um V-22 Osprey e fugiram até o USS Maine, um destróier que estava parado no golfo de Aden, esperando pelo grupo.

USS Maine no golfo de Aden
USS Maine no golfo de Aden

Real História: Tudo começa durante a campanha presidencial dos EUA, quando o então candidato republicano recebe uma substancial doação da Nova Eugenics, um enorme conglomerado farmacêutico. Após tomar posse, o agora presidente liberou a verba para o projeto Metamorfose, que idealizado por mentes sombrias que dirigiam a DARPA, almejava a criação da perfeita máquina de matar: Totalmente leal e obediente, com inteligência funcional e extremamente letal.

As coisas iam bem, até que um grupo de oposicionistas descobriu o esquema e começou a extorquir cargos para ficar calado. O preço político ficou oneroso demais, e então o presidente se aproveitou da instabilidade política da África e decidiu enviar uma força mercenária mascarada de rebeldes para destruir as evidências. Após a invasão, o líder da força, Frederick Drake, percebeu que poderia ganhar muito mais se agisse por conta própria e passou ele mesmo a extorquir o presidente republicano, tomando como refém Richard Thompson, da DARPA-SBO, que inspecionava o desenvolvimento do programa.

Ian Beller
Ian Beller

Já não bastasse ser ameaçado pelos dois lados, para piorar o senador Ian Beller descobriu o segredo e, irado por estar ciente dos perigos que sua filha, Monica Beller, cientista da Nova Eugenics, passou, ameaçou espalhar para toda a mídia a situação. Ambos chegaram a um consenso e decidiram então enviar uma força tática que não apresentasse chance de falha, ou que se falhasse, seria destruída com bombardeios.

Escolheram a Eagle’s Talon e desviaram então protótipos de uma exo-armadura desenvolvida através das pesquisas da DARPA para os soldados. Ao passarem os objetivos da missão para a marinha, que atuaria em conjunto com a PMC, o grupo oposicionista agiu e conseguiu adicionar o objetivo de instalar um pendrive, para direcionar as informações da central de dados, e o recolhimento de evidência biológica. Estes dois objetivos serviram, então, não para o presidente, mas para os oposicionistas dele.

A inteligência chinesa, ciente da missão, inseriu uma espiã que conseguiu duplicar a emissão de dados, e através de uma complexa dark net, transmitiu tudo para Pequim. O super-soldado, também chinês, estava lá para conseguir material para futura análise.

Monica Beller e o senador Ian Beller morreram em um acidente aéreo nas montanhas rochosas da Califórnia um mês depois do evento. Richard Thompson nunca foi oficialmente encontrado porque está em uma prisão americana secreta na Sérvia. Dois meses após o evento, o presidente dos EUA renuncia após uma grave crise política.

Post-Scriptum
Caralho, esqueci como essa aventura era grande. Depois eu posto as outras, que são menores, e por fim a quinta.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: